CPFL Energias Renovaveis-Principais Riscos

Os riscos que a própria Companhia enxerga e assume, relacionados as suas atividades

As operações e projetos de investimento da Companhia podem apresentar prejuízos ou fluxos de caixa negativos por um período indeterminado.

A Companhia pode não ser capaz de realizar a construção,  implantação, operação e aquisição de projetos a preços e em condições previstos inicialmente em sua estratégia de negócios, o que pode ter um efeito adverso sobre seu crescimento e sobre seus resultados.

Os contratos financeiros da Companhia possuem garantias reais e fidejussórias, bem como obrigações e restrições específicas, dentre as quais a obrigação de manutenção de índices financeiros, sendo que qualquer inobservância dessas obrigações pode comprometer seus resultados e sua condição financeira.

A perda dos membros da administração da Companhia ou a incapacidade de atrair e manter pessoas qualificadas poderá ter um efeito material adverso sobre as atividades, situação financeira e resultados da Companhia.

Durante a construção, implementação, e operação de projetos a Companhia poderá incorrer em prejuízos e ser considerada responsável por perdas e danos causados a terceiros, cujos respectivos seguros contratados podem ser insuficientes para cobri-los.

As implementações da estratégia de negócios, bem como do crescimento da Companhia, exigirão capital adicional, que talvez não esteja disponível ou não esteja em condições favoráveis.

Decisões desfavoráveis em processos judiciais ou administrativos podem causar efeitos adversos para a Companhia.

A Companhia pode não pagar dividendos ou juros sobre capital próprio.

De acordo com os contratos de venda de energia no mercado regulado e mercado livre, a Companhia pode ser penalizada pela sua eventual incapacidade de fornecimento de energia.

Nós podemos adquirir outras empresas no setor elétrico, como já fizemos no passa,do o que poderia aumentar a nossa alavancagem e afetar adversamente a nossa performance consolidada.

Nosso negócio está sujeito a ciberataques e violações de segurança e privacidade.

Incidentes de segurança envolvendo nossos bancos de dados que contêm dados pessoais dos nossos clientes, fornecedores e funcionários, assim como a entrada em vigor, em agosto de 2020, da Lei Geral de Proteção de Dados , ou LGPD, e outros acontecimentos envolvendo o cenário legal de proteção e privacidade de dados pessoais e marco civil poderia ter um efeito prejudicial no nosso negócio, condição financeira ou resultados operacionais.

Em decorrência da pandemia do COVID-19,  nossos colaboradores  foram alocados para a modalidade de teletrabalho, bem como de nossos parceiros e  fornecedores.

Podemos ser afetados substancialmente por violações ao nosso Código de Conduta Ética, à Lei Anticorrupção e leis semelhantes.

Nossos controles internos poderão ser insuficientes para evitar ou detectar todas as violações da legislação aplicável ou de nossas políticas internas.

Eventual processo de liquidação da Companhia ou de suas controladas pode ser conduzido em bases consolidadas.

Decisões desfavoráveis em processos judiciais, administrativos ou procedimentos arbitrais podem causar efeitos adversos na reputação, negócios, condição financeira e resultados operacionais da Companhia.

A ocorrência de um desastre natural, epidemia generalizada de saúde, pandemia ou outros surtos pode prejudicar significativamente nossos negócios, situação financeira e resultados operacionais. Além disso, a disseminação de doenças transmissíveis em escala global, como a pandemia de COVID-19, pode afetar o sentimento de investimento, causar interrupções e resultar em volatilidade esporádica nos mercados globais.  Como resultado, a economia e as perspectivas brasileiras podem ser afetadas e, consequentemente, nossos negócios, condição financeira e preço de negociação de nossas ações ordinárias podem ser adversamente afetados.

Podemos não ser capazes de cumprir os termos de nossos contratos de concessão e autorizações, o que pode acarretar em multas, outras penalidades e, a depender da gravidade do descumprimento, no encerramento das nossas concessões ou autorizações, bem como não podemos garantir que iremos obter, manter ou renovar todas as permissões de implantação e operação necessárias para conduzirmos o nosso negócio.

Poderemos não ser capazes de comprar energia em quantidade suficiente para honrar os nossos contratos de venda, o que pode nos deixar expostos no mercado spot a preços substancialmente elevados com relação aos nossos contratos de longo prazo.

Nosso grau de endividamento e nossas obrigações de serviço de dívidas, bem como as disposições restritivas em nossos contratos financeiros (covenants) podem afetar adversamente nossa capacidade de conduzir nossas atividades e de realizar pagamentos desses financiamento s.

Os interesses de nossos controladores podem conflitar com os interesses dos demais acionistas.

Nós somos uma holding e parte significativa do nosso caixa provém da distribuição de resultados de nossas controladas. Alguns contratos financeiros celebrados por nossas controladas impõem restrições à distribuição de dividendos

A construção,  ampliação e  operação de nossas instalações e  equipamentos de  geração e transmissão de energia elétrica envolvem riscos significativos que podem ensejar perda de receita ou aumento de despesas.

Se formos incapazes de concluir nosso programa de investimento proposto no cronograma previsto, a operação e o desenvolvimento de nosso negócio poderão ser afetados de forma adversa.

Somos responsáveis por quaisquer perdas e danos decorrentes da prestação inadequada de serviços de energia elétrica, e as nossas apólices de seguro contratadas podem não ser suficientes para cobrir totalmente tais perdas e danos.

A Companhia é uma sociedade holding e depende dos resultados de suas subsidiárias, que podem não ser distribuídos.

A Companhia pode não ser capaz de extrair as sinergias que planeja entre suas coligadas ou controladas.

Participações em sociedades de propósito específico (”SPE”s) poderão resultar em riscos de natureza fiscal

As atividades de comercialização estão sujeitas a perdas potenciais devido a variações de curto prazo nos preços de energia no mercado spot. Adicionalmente , poderemos não ser capazes de comprar energia em quantidade suficiente para honrar com os nossos contratos de venda, o que pode nos deixar expostos no mercado spot a preços substancialmente elevados com relação aos nossos contratos de longo prazo.

Nosso grau de endividamento e nossas obrigações de serviço de dívidas, bem como as disposições restritivas em nossos contratos financeiros (covenants) podem afetar adversamente a nossa capacidade de conduzir as nossas atividades e de realizar os pagamentos desses financiamentos.

Custos de contratação podem variar de acordo com a demanda de mercado devido à limitação do número de fornecedores.

A Companhia depende de terceiros para o fornecimento de equipamentos utilizados em suas instalações, bem como para a realização de parte de suas operações, e  falhas de um ou mais fornecedores poderão prejudicar as atividades, a condição financeira e os resultados operacionais da Companhia.

Estamos expostos a aumentos das taxas de juros praticadas pelo mercado e a riscos cambiais.

O governo brasileiro exerceu e continua a exercer influência significativa na economia brasileira. Esse envolvimento,  além das condições políticas e econômicas brasileiras, pode afetar adversamente nossos negócios e ações ordinárias da controladora CPFL Energia.

As condições políticas podem ter um impacto adverso na economia brasileira e nos nossos negócios.

A instabilidade da taxa de câmbio poderá afetar adversamente nossa condição financeira e resultados operacionais e o preço e de ações ordinárias da nossa controladora CPFL Energia.

A inflação e as políticas sobre taxas de juros podem impedir o crescimento da economia brasileira e poderiam afetar nossos negócios.

O aumento na demanda por energia elétrica no Brasil e o crescimento do setor de energias renováveis poderão não se confirmar ou ser inferiores às estimativas da Companhia ou poderão ser supridos por outros projetos de geração de energia elétrica.

Os resultados operacionais da Companhia dependem de condições hidrológicas de vento e irradiação solar favoráveis , além da manutenção das safras de cana-de-açúcar e demais culturas para produção de biomassa.

Estamos sujeitos a ampla regulação de nosso negócio, o que fundamentalmente afeta nossa performance financeira.

Não podemos assegurar a renovação de nossas concessões e autorizações.

Não temos certeza quanto à revisão da Energia Assegurada nas nossas usinas Geradoras de Energia.

A estrutura regulatória sob a qual operamos está sujeita a contestação legal.

Estamos sujeitos a regulamentação ambiental e de saúde que poderá se tornar mais rigorosas no futuro , podendo acarretar aumentos de obrigações e de investimentos.

Alterações na legislação tributária e contábil, incentivos e benefícios fiscais diferentes interpretações das legislações fiscais ou jurisprudência podem prejudicar os nossos resultados operacionais.

Nossos resultados operacionais dependem das condições hidrológicas existentes. As más condições hidrológicas desfavoráveis podem afetar nossos resultados operacionais.

O impacto de uma escassez de energia elétrica e do racionamento de energia elétrica dela decorrente, a exemplo do ocorrido em 2001 e 2002, pode ter um efeito adverso substancial sobre nossos negócios e resultados operacionais.
As barragens fazem parte da infraestrutura crítica e essencial do setor energético brasileiro. Falhas em barragens sob nossa responsabilidade podem gerar graves impactos às comunidades afetadas, aos nossos resultados e à nossa reputação.