Seguros Aliança Bahia-Principais Riscos

Os riscos que a própria Companhia enxerga e assume, relacionados as suas atividades

A Companhia decide o volume de prêmio desejado em função de sua capacidade financeira para honrar os compromissos com eventos futuros (sinistros). Os recursos  financeiro s para  a  cobertura  das reservas técnicas são aplicados, segundo a determinação de Resolução do Conselho Monetário Nacional, no segmento de renda fixa e renda variável, inclusive em títulos da dívida pública.

O processo de determinação dessas provisões técnicas, contudo , está sujeito à incerteza quanto ao valor final para liquidação dos sinistros no futuro, já que eles poderão ser influenciados por índices de atualização ou mudanças na legislação. O dimensionamento das provisões técnicas leva em consideração, principalmente, (i) o histórico do desenvolvimento do valor dos sinistros desde a sua ocorrência até a sua liquidação definitiva; (ii) a utilização de metodologias atualizadas e reconhecidas pela comunidade atuarial; e (iii) o entendimento dos processos e sistemas da Companhia, através do contato permanente com os departamentos operacionais de sinistros e subscrição.

A fixação de um nível apropriado de provisões de sinistros, entretanto, é um processo incerto por sua natureza. Os sinistros reais e as despesas de sinistros poderão divergir, em alguns  casos  significativamente,  das estimativas de provisões refletidas nas Demonstrações Financeiras, seja em função do aumento no número de sinistros, seja em função da constatação posterior de que os custos para a liquidação dos sinistros existentes são superiores àqueles inicialmente estimados. Se as perdas reais forem significativamente superiores às estimativas, a Companhia poderá ser exposta a um aumento significativo em suas provisões técnicas.

Nesse sentido, a Companhia esclarece que  os riscos de alterações das provisões técnicas (PSL) decorrem  da taxa de juros de 12% a.a aplicável aos processos judiciais sem depósito para garantia, sendo que  nossas aplicações em renda fixa são remuneradas pela taxa de mercado, títulos públicos e pela taxa SELIC, e as aplicações representadas por títulos de renda variável, pela cotação em Bolsa.

A Companhia só está operando em Vida em Grupo e Acidentes pessoais coletivo, participando do consórcio DPVAT até dezembro de 2020, com um percentual sobre a margem, sendo que as apólices antigas do PREV CLUB estão com os prêmios defasados proporcionando um desequilíbrio.

Riscos associados a  seus clientes

Todos os prêmios recebidos são devidamente aplicados, estando a Companhia com suficiência de coberturas de provisões técnicas, de modo que não foram identificados, para a Companhia, riscos materiais a clientes.

Riscos associados aos setores da economia nos quais o emissor atue

A Companhia aloca os seus recursos nos segmentos de renda fixa, de renda variável e de títulos da dívida pública, tendo a Companhia deixado de utilizar o setor de imóveis para a cobertura das provisões técnicas desde 3 de novembro de 2017.

Fatores de risco associados a eventos econômicos ou financeiros podem exercer grande influência nos resultados da Companhia, afetando não apenas a evolução de suas receitas com a venda de produtos e serviços, como também o retorno das aplicações de recursos financeiro s. O elevado grau de incerteza que tem caracterizado a economia mundial e, principalmente, a conjuntura política do país nos últimos anos (sobretudo ao longo dos três últimos exercícios sociais) têm igualmente gerado grandes oscilações no desempenho da economia brasileira.

Riscos relacionados à regulação do s setores em que o emissor atue

A Companhia sujeita-se à regulação do setor de seguros, estando em situação regular perante a SUSEP. Havendo eventuais pendências, serão empenhados esforços para sua regularização. Nada obstante, eventuais alterações promovidas na regulamentação aplicável às atividades da Companhia poderão  afetar negativamente seu resultado, caso resultem, por exemplo, em limitações aos prêmios de seguros, aumento de preços, coberturas de seguro obrigatórias ou quaisquer padrões mais severos à comercialização de seguros, como exemplo a extinção do consórcio DPVAT.