Alupar-Principais Riscos

Os riscos que a própria Companhia enxerga e assume, relacionados as suas atividades

Podemos não conseguir implementar integralmente a nossa estratégia de negócios, o que poderá causar um efeito adverso relevante na nossa capacidade financeira.

As atividades de comercialização estão sujeitas a perdas potenciais devido a variações de curto prazo nos preços de energia no mercado spot. Adicionalmente, poderemos não ser capazes de comprar energia em quantidade suficiente para honrar com os nossos contratos de venda, o que pode nos deixar expostos no mercado spot a preços substancialmente elevados com relação aos nossos contratos de longo prazo.

Podemos não ser capazes de gerar o retorno esperado com relação aos investimentos dos nossos negócios de geração de energia renovável.

A construção, operação e ampliação de nossas instalações e equipamentos destinados à transmissão e geração de energia elétrica envolvem riscos significativos, que poderão resultar em perda de receita ou aumento de despesas.

A Companhia pode ser afetada por novas demarcações de terras indígenas pelas autoridades brasileiras, assentamentos, ocupações de movimentos sociais e comunidades tradicionais.

As controladas da Companhia podem incorrer em perdas ou custos adicionais em função de não regularização fundiária.

A Companhia é uma holding cujos resultados dependem dos resultados das suas controladas e controladas em conjunto.

Riscos associados à construção dos nossos projetos de transmissão e geração de energia elétrica, bem como a não conclusão ou eventual atraso na implementação de tais projetos nos termos dos contratos de concessão ou autorização podem afetar adversamente nossa condição financeira e resultados operacionais.

Poderemos ser penalizados caso não consigamos cumprir os padrões de qualidade dos serviços e as obrigações de investimentos em pesquisa e desenvolvimento, previstos nos nossos contratos de concessão de transmissão e autorizações de geração de energia elétrica e na regulamentação aplicável, afetando negativamente nossos resultados.

O crescimento dos negócios e operações da Companhia pode ser adversamente afetado no caso de não obtenção de novos contratos de compra e venda de energia, tanto no Ambiente de Contratação Regulada (“ACR”) quanto no Ambiente de Contratação Livre (“ACL”)

O surto de doenças transmissíveis em todo o mundo, como a atual coronavírus (COVID-19), pode levar a uma maior volatilidade no mercado de capitais global e resultar em pressão negativa sobre a economia mundial e a economia brasileira, impactando o mercado de negociação das ações de emissão da Companhia, podendo também afetar adversamente a implementação de projetos em andamento da Companhia.

Os parques eólicos em implantação estão sujeitos a riscos financeiros devido ao atraso do início de geração de energia.

Eventuais novas  aquisições de empresas no setor elétrico, poderiam aumentar a nossa alavancagem e afetar adversamente a nossa performance consolidada.

Interrupções na operação, dificuldades operacionais e/ou distúrbios na qualidade de nossos serviços poderão impactar adversamente nossas atividades e resultados operacionais e financeiros.

Poderemos não ser capazes de gerar toda a energia que nos obrigamos contratualmente a entregar, o que pode ter um efeito adverso sobre nós.

O impacto de uma escassez de energia poderá causar um efeito adverso significativo sobre os negócios futuros de geração da Companhia

Não temos certeza quanto à revisão da Garantia Física nas nossas Usinas Geradoras de Energia, o que pode nos afetar adversamente.

Não podemos garantir se, e em que condições, nossas concessões, outorgas e autorizações e as concessões e autorizações das nossas controladas serão renovadas. Nosso crescimento e de nossas subsidiárias poderá ser prejudicado caso não consigamos obter novas concessões, não renovemos algumas das concessões que detemos atualmente ou deixemos de cumprir com nossas obrigações contratuais de forma a perder o direito de explorar nossas concessões.

Alguns de nossos contratos de concessão possuem disposições de redução da RAP (Receita Anual Permitida), o que pode afetar adversamente a Companhia.

Nossa atuação nos setores de transmissão e geração de energia elétrica brasileiro poderá ser prejudicada pela concorrência.

Podemos ser adversamente afetados pela dificuldade em obter recursos necessários por meio de nossas operações no mercado de capitais ou de financiamentos.

A Companhia pode precisar de recursos adicionais no futuro por meio de emissão de ações, ou outros valores mobiliários conversíveis ou permutáveis em ações, o que pode resultar em uma diluição da participação de seus acionistas no capital social da Companhia.

Os titulares das nossas ações podem não receber dividendos ou juros sobre o capital próprio ou receber dividendos inferiores ao mínimo obrigatório.

A incapacidade ou falha em proteger a propriedade intelectual da Companhia ou a violação, pela Companhia, à propriedade intelectual de terceiros pode ter impactos negativos no resultado operacional da Companhia.

Nossos contratos financeiros possuem obrigações específicas, dentre as quais a obrigação de manutenção de índices financeiros e restrições à nossa capacidade de endividamento, sendo que qualquer inadimplemento em decorrência da inobservância dessas obrigações pode nos afetar adversamente e de forma relevante.

Possuímos bens e ativos vinculados à prestação de serviços públicos que não são disponíveis para satisfazer nossas obrigações em eventuais execuções ou para eventos de liquidação ou falência, o que poderá afetar negativamente nossos negócios.

Nosso nível de endividamento poderá afetar adversamente nossa situação financeira.

As operações e projetos de investimento da Companhia podem apresentar prejuízos ou fluxos de caixa negativos por um período indeterminado.

Nossas apólices de seguro podem ser insuficientes para cobrir eventuais sinistros e perdas.

Nós e nossas controladas poderemos ser responsabilizados por perdas e danos causados a terceiros em decorrência de falhas na geração e/ou transmissão de energia elétrica e os seguros contratados poderão ser insuficientes para cobrir estas perdas e danos.

Nosso crescimento depende de nossa capacidade de atrair e conservar pessoal técnico e administrativo altamente habilitado. Eventual perda de pessoal pode gerar riscos relacionados a treinamento, escassez de mão de obra e/ou custos adicionais.

Podemos não obter sucesso na manutenção das parcerias existentes ou em firmar possíveis novas parcerias, o que pode afetar desfavoravelmente nossos resultados operacionais.

Poderemos ter dificuldades em integrar ou administrar concessionárias, autorizadas e/ou permissionárias que venhamos a adquirir, o que pode afetar negativamente nosso negócio, condição financeira e resultados operacionais.

Decisões judiciais ou administrativas desfavoráveis ou a impossibilidade de se realizar depósitos judiciais ou de se prestar ou oferecer garantias em processos judiciais, administrativos ou arbitrais atuais e/ou futuros, bem como investigações ou alegações podem nos afetar adversamente.

A Companhia pode não ser capaz de identificar, monitorar ou evitar que membros de sua administração, empregados e/ou terceiros agindo em seu nome, interesse ou benefício atuem em situações contrárias à legislação aplicável e regulamentações aplicáveis, bem como, aos padrões éticos mínimos, incluindo em atos que se qualificam como improbidade administrativa, fraude à licitação, corrupção, lavagem de dinheiro e outras condutas similares no Brasil ou em outras jurisdições, o que pode expor a Companhia, os membros de sua administração e empregados a sanções judiciais e administrativas, impactando de maneira adversa a reputação, situação financeira, resultados operacionais e negócios da Companhia.

A Companhia e algumas de suas controladas estão e poderão vir a ser envolvidas em processos ambientais, cujo resultado negativo pode afetar adversamente a reputação da Companhia e seus resultados operacionais.

Nossos negócios poderão ser prejudicados por disputas trabalhistas, greves e/ou interrupções de trabalho

A Companhia está sujeita a riscos associados ao não cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados e pode ser afetada adversamente pela aplicação de multas e outros tipos de sanções.

Nosso negócio está sujeito a ciberataques e violações de segurança e privacidade.

O crescimento da Companhia depende de sua capacidade de atrair e manter profissionais qualificados.

A Companhia pode ser afetada de maneira adversa no caso de deterioração na qualidade de crédito das instituições financeiras com as quais possui aplicações de caixa, equivalentes de caixa, títulos e valores mobiliários, derivativos, bem como outros instrumentos financeiros.

As geradoras eólicas da Companhia e das suas controladas podem ter sua garantia física revisada.

Os interesses dos nossos acionistas controladores poderão entrar em conflito com os interesses dos demais investidores.

Somos titulares de benefícios regulatórios, fiscais federais e estaduais e a suspensão, o cancelamento ou a extinção de tais benefícios podem nos afetar adversamente.

Os contratos financeiros da Companhia e de suas controladas possuem garantias fiduciárias, reais e fidejussórias, bem como obrigações e restrições específicas, dentre as quais a obrigação de manutenção de índices financeiros, sendo que qualquer inobservância dessas obrigações pode comprometer os resultados e a condição financeira da Companhia, bem como a excussão dos bens dados em garantias fiduciárias.

A Companhia está sujeita a certas obrigações, incluindo restrições financeiras (covenants) em seus contratos de dívidas (contratos bancários, títulos de dívida e financiamentos). O não cumprimento dessas obrigações pode causar o vencimento antecipado dessas dívidas e de outras dívidas do grupo da Companhia, o que pode afetar adversamente a Companhia.

A prestação de serviços terceirizados para a operação e manutenção de parte substancial das nossas instalações e atividades poderá ter efeito adverso sobre nós, inclusive se tal terceirização venha a ser considerada como vínculo empregatício para fins da legislação aplicável ou caso venha a ser considerada ilegal pelo Poder Judiciário.

Nós e nossas controladas dependemos de terceiros para o fornecimento de equipamentos utilizados em nossas instalações e falhas de um ou mais fornecedores poderão prejudicar nossas atividades, nossa condição financeira e nossos resultados operacionais.

As empresas transmissoras e geradoras de energia elétrica possuem contas a receber vincendas que, se não forem pagas, podem afetar adversamente seus resultados financeiros.

Dependemos da existência de processos licitatórios para o nosso crescimento.

A ampliação, operação e manutenção de instalações e equipamentos destinados à geração e/ou transmissão de energia elétrica envolvem riscos significativos.

Nossos resultados operacionais dependem de condições hídricas e eólicas favoráveis. A alteração no regime dos ventos, dos índices pluviométricos e da capacidade de armazenamento em nossas barragens poderá causar um efeito relevante e adverso sobre nossos negócios e resultados operacionais.

Nós e nossas controladas estamos sujeitos a uma ampla legislação e regulação do setor elétrico que concede ampla discricionariedade ao Poder Concedente e eventuais alterações nessa regulamentação podem afetar de maneira adversa as empresas do setor de energia elétrica, inclusive os nossos negócios e resultados.

A ANEEL poderá extinguir nossos contratos de concessão e autorizações ou de nossas controladas antes do vencimento de seus prazos e a indenização poderá ser insuficiente para recuperarmos o valor integral de nossos investimentos, o que poderá nos afetar adversamente de forma relevante.

Poderemos ser penalizados pela ANEEL em caso de descumprimento da regulamentação aplicável e das disposições dos nossos contratos de concessão e autorizações.

Estamos sujeitos a diversas leis e regulamentações ambientais, urbanísticas, de saúde e segurança do trabalho, as quais estão sujeitas a alterações significativas. O surgimento de novas normas e alterações nas existentes durante o processo de licenciamento ambiental pode resultar em mais responsabilidades e dispêndios de capital, não previstos no planejamento do empreendimento, aumentando nossos custos e afetando adversamente nossos resultados operacionais.

Uma possível redução da garantia física de nossas usinas hidrelétricas pode afetar nossas atividades e nossos resultados financeiros.

A deterioração das condições políticas, econômicas e de mercado em outros países pode afetar adversamente a economia dos países em que atuamos e os nossos negócios.

Mudanças políticas, econômicas e de mercado na Colômbia e/ou no Peru poderão afetar adversamente os projetos em desenvolvimento naquele país.

As mudanças climáticas podem afetar negativamente nossos negócios e resultados operacionais.

As barragens fazem parte da infraestrutura crítica e essencial do setor energético brasileiro. Falhas em barragens sob nossa responsabilidade podem gerar graves impactos às comunidades afetadas, aos nossos resultados e à nossa reputação.

Movimentos populares, em especial os de natureza reivindicatória, poderão afetar os custos de construção de nossas usinas, bem como comprometer a sua operação normal, afetando a nossa rentabilidade.

Estamos sujeitos a diversas leis e regulamentações ambientais, as quais estão sujeitas a alterações significativas. O surgimento de novas normas e alterações nas existentes durante

o processo de licenciamento ambiental pode resultar em mais responsabilidades e dispêndios de capital, não previstos no planejamento do empreendimento, aumentando nossos custos, atrasando as operações e afetando adversamente nossos resultados operacionais.

Incêndios ou outros desastres  naturais ou de origem humana podem afetar as instalações e a estrutura de custos da Companhia bem como ocasionar danos a saúde humana ou morte de nossos empregados ou de terceiros, o que pode causar um efeito material adverso em suas atividades, situação financeira, resultados operacionais e reputação.

O Governo exerceu e continua exercendo influência significativa sobre a economia brasileira. Esse envolvimento, bem como as condições políticas e econômicas brasileiras, pode ter um efeito adverso sobre nossas atividades, nossos negócios e  no valor de mercado das ações de nossa emissão.

Crises econômicas e políticas no Brasil podem afetar adversamente os negócios, operações e condição financeira da Companhia.

A inflação e certas medidas do Governo Federal para combatê-la podem afetar adversamente a economia brasileira e o mercado brasileiro de valores mobiliários, bem como a condução dos nossos negócios.

Os resultados operacionais da Companhia poderão ser impactados por alterações na legislação tributária brasileira, por resultados desfavoráveis de contingências tributárias ou pela modificação, suspensão ou cancelamento de benefícios fiscais/regimes especiais.

O desenvolvimento e a percepção de risco em outros países, particularmente em países de economia emergente e nos Estados Unidos, China e países da União Europeia podem afetar adversamente a economia brasileira, os negócios da Companhia e o preço de mercado dos valores mobiliários brasileiros, inclusive das ações da Companhia.

A variação das taxas de juros poderá ter um efeito adverso sobre as nossas atividades e os nossos resultados operacionais.

A instabilidade cambial e as oscilações do valor do Real frente ao valor do Dólar e de outras moedas podem prejudicar a economia brasileira e, consequentemente, afetar adversamente a nossa capacidade de pagamento. A instabilidade política pode afetar adversamente nossos negócios e resultados e o preço de nossas Units.