Aura Minerals-Principais Riscos

Os riscos que a própria Companhia enxerga e assume, relacionados as suas atividades

Problemas operacionais ou geotécnicos podem afetar negativa e significativamente os negócios e o desempenho financeiro da Companhia.

A ocorrência de acidentes, incidentes, invasões, garimpo ilegal ou atividades criminosas nas minas operadas pela Companhia ou durante o transporte dos minérios pode acarretar efeito relevante e adverso, além de danos à imagem da Companhia.

Aumentos nos custos de produção e de matérias-primas da Companhia podem ter um efeito adverso e relevante nos resultados operacionais ou na posição financeira da Companhia .

As estimativas de recursos e reservas minerais podem ser imprecisas e diferir das quantidades de minerais que a Companhia pode realmente recuperar.

Os direitos minerários da Companhia podem ser contestados: embora a Companhia tenha obtido opiniões acerca dos principais direitos minerários que possui, não há garantia de que referidos direitos minerários não serão contestados ou impugnados.

A Companhia pode estar sujeita a atrasos ou dificuldades para explorar uma parte de seus direitos minerários em Honduras.

A Companhia pode não obter financiamento adequado para suas atividades.

O financiamento das atividades da Companhia mediante emissão de novas ações ou outros valores mobiliários conversíveis ou permutáveis em ações pela Companhia, bem como a aprovação de plano de outorga de ações, pode levar à diluição dos acionistas da Companhia.

A Companhia é uma sociedade holding que depende dos resultados de suas investidas e está sujeita ao cumprimento de obrigações específicas em determinados contratos financeiros e a restrições contratuais e decorrentes de lei nas jurisdições onde a Companhia e suas investidas são constituídas quanto à capacidade de pagar dividendos, contrair dívidas adicionais, e, ainda, determinados ativos e receitas da Companhia estão onerados.

A Companhia está sujeita a perdas não cobertas pelos seguros contratados e a dificuldades para contratação de apólices, o que poderá gerar efeitos adversos sobre seus negócios.

Decisões judiciais, arbitrais e/ou administrativas desfavoráveis podem afetar adversamente a Companhia.

Paralisações, litígios trabalhistas e relações com sindicatos podem afetar as operações e os projetos da Companhia.

A perda de membros da administração da Companhia, o enfraquecimento da cultura corporativa e /ou a incapacidade de atrair e reter pessoal qualificado poderá ocasionar um efeito adverso relevante nos negócios da Companhia.

Os interesses dos administradores e colaboradores da Companhia podem ficar excessivamente vinculados à cotação das ações e BDRs da Companhia, uma vez que podem lhes ser outorgadas opções de compra ou de subscrição de ações de emissão da Companhia.

A Companhia e as investidas da Companhia atuam em um segmento que envolve riscos para seus empregados e para os empregados de terceiros, inclusive risco de vida.

Decisões desfavoráveis em ações relacionadas a terceirização de serviços podem afetar negativamente a Companhia.

A Companhia está sujeita a riscos inerentes a aquisições:

Estamos sujeitos a leis e regulamentos anticorrupção, antissuborno, anti-lavagem de dinheiro e antitruste. Os processos de governança da Companhia podem falhar em detectar comportamentos contrários à legislação e regulamentação aplicáveis e aos seus padrões de ética e conduta, podendo ocasionar impactos relevantes e adversos em seus negócios, situação financeira, resultados operacionais, imagem e cotação de mercado de seus BDRs.

Os controles internos da Companhia ainda estão em amadurecimento e podem ser insuficientes para detectar eventuais violações passadas ou evitar eventuais violações de leis de combate à corrupção, fraudes e práticas irregulares por parte dos administradores, empregados e terceiros que agem em nome ou beneficio da Companhia.

A Companhia poderá falhar na manutenção de controles internos efetivos, o que poderá impedi-la de reportar deforma oportuna e adequada seus resultados financeiros.

Os ativos da Companhia podem estar sujeitos a perda de valor recuperável (impairment) e ajustes de valor de inventário.

A ocorrência de incidentes cibernéticos ou a deficiência na segurança cibernética da Companhia, bem como eventuais interrupções e/ou falhas nos sistemas de tecnologia da informação corporativos, operacionais ou de gestão, podem impactar negativamente seus negócios, causando uma interrupção em suas operações, prejuízo ou comprometimento nas informações   confidenciais,   e/ou   danificar   as   relações   negociais,   todos   impactando negativamente os resultados financeiros e a reputação da Companhia.

A Companhia não tem uma diretoria estatutária, sendo do Conselho de Administração a responsabilidade primária por sua administração.

Certas disposições estatutárias do Estatuto Social da Companhia podem gerar conflitos entre os interesses da Companhia e os dos membros do Conselho de Administração.

O acionista controlador da Companhia possui influência significativa sobre a Companhia e os interesses do acionista controlador da Companhia podem ser conflitantes com os interesses dos demais acionistas da Companhia.

Os negócios da Companhia dependem de um fornecimento estável e adequado de matérias­-primas e serviços. Os negócios da Companhia podem ser afetados de maneira negativa pela falha de seus fornecedores, empresas contratadas e parceiros.

A Companhia conta com dois clientes que são responsáveis pela totalidade da receita líquida dos Complexos de San Amlres, EPP e Aranzazu. Se esses clientes apresentarem baixo desempenho, pararem de comprar os minérios produzidos pela Companhia ou. derem preferência a concorrentes, os resultados da Companhia podem ser materialmente afetados.

É possível que a Companhia não consiga recompor suas reservas, o que pode afetar negativamente suas perspectivas de mineração.

A exploração de atividades de mineração possui riscos e, consequentemente, não possui garantia de sucesso.

A ausência de infraestrutura adequada e falhas, ineficiências e interrupções no transporte e infraestrutura podem afetar adversamente as operações, a condição financeira e os resultados da Companhia.

A concorrência no setor de mineração e metais pode afetar material e adversamente as perspectivas da Companhia de sucesso na exploração mineral

Desastres naturais e condições climáticas severas podem causar sérios danos às operações e projetos da Companhia nos países em que opera.

A Companhia pode enfrentar um aumento nos custos de extração e exigências de investimentos à medida que as reservas são exauridas.

A viabilidade de novos projetos minerais pode mudar ao longo do tempo.

Descumprimentos de leis e regulações ambientais podem afetar adversamente a Companhia.

Falha na obtenção, cumprimento e manutenção de autorizações, concessões e licenças governamentais e mudanças em leis e regulações governamentais podem afetar adversamente a Companhia.

Os governos têm alto  grau de influência nas economias onde a Companhia opera, o que poderá afetar adversamente seus resultados operacionais.

Crises de saúde pública, incluindo relacionadas ao COVID-19, podem afetar material e adversamente os negócios, operações e condições financeiras da Companhia.

As atividades do setor de mineração estão sujeitas a incidentes ambientais, de saúde e segurança e podem gerar impactos ao meio ambiente e às populações que vivem próximo de suas plantas industriais.

O rompimento de uma barragem de rejeitos ou estrutura similar ou o desmoronamento de uma pilha de minérios pode causar danos severos, e o descomissionamento das barragens de rejeitos pode ser longo e dispendioso.

Desentendimentos nos relacionamentos com stakeholders, incluindo as comunidades locais onde a Companhia atua , podem causar impacto negativo nos negócios e reputação da Companhia.

Flutuações do mercado podem afetar adversamente os resultados econômicos e a viabilidade comercial da exploração de atividades de mineração pela Companhia.

O desenvolvimento e a percepção do risco em outros países, especialmente países de mercados emergentes, podem adversamente afetar o preço de mercado das ações e BDRs.

Instabilidade política, jurídica e econômica  nos países estrangeiros onde a Companhia atua podem afetar adversamente a Companhia.

A Companhia poderá ser afetada de maneira negativa por mudanças nas políticas públicas ou por tendências como a nacionalização de recursos, inclusive pela imposição de novos tributos ou royalties sobre as atividades minerárias e alterações ou cancelamento de benefícios fiscais.

As oscilações nas taxas de câmbio em relação ao dólar americano e as moedas dos países em que a Companhia opera podem adversamente afetar sua condição financeira e o preço de mercado de suas ações ordinárias e BDRs.

Qualquer rebaixamento na classificação de crédito dos países em que somos listados poderá afetar adversamente o preço de negociação dos BDRs .

Segundo as leis brasileiras, somos uma companhia estrangeira, sujeita à legislação estrangeira, e a Lei das Sociedades por Ações não se aplica à Companhia.

Os titulares de BDRs podem encontrar mais dificuldades para proteger seus interesses do que um acionista de uma sociedade por ações no Brasil.

A Companhia é registrada nas Ilhas Virgens Britânicas como uma BVI Business Company e pode ser dificil obter ou executar sentenças contra a Companhia, seus conselheiros e diretores no Brasil

A Ontario Securities Commission pode reivindicar jurisdição sobre as atividades que envolvem a Companhia e suas ações realizadas fora de Ontário, como atividades realizadas no Brasil, ou que envolvam os BDRs.

Parte substancial das ações da Companhia é detida pela Canadian Depository for Securities Limited em beneficio de terceiros. A Companhia não tem acesso à identidade de alguns destes beneficiários em razão da regulamentação aplicável no mercado de capitais do Canadá.

A listagem das ações de emissão da Companhia na TSX pode sei· cancelada pela TSX (delisting) em determinadas circunstâncias.

Titulares de BDRs não poderão exercer seus direitos de voto tão prontamente quanto os titulares das ações da Companhia.

A Companhia pode decidir retirar seus BDRs da B3.

As atuais regras da B3 não permitem a adesão por parte de companhias estrangeiras, como a Companhia, aos segmentos especiais de listagem da B3 e, portanto, os titulares de BDRs da Companhia poderão não se beneficiar de práticas de governança corporativa que devem ser adotadas obrigatoriamente por companhias que fazem parte dos segmentos especiais de listagem da B3.

A Companhia, com amparo da legislação brasileira, pode alterar o Contrato de Depósito em relação aos BDRs e aos direitos dos titulares de BDRs por meio de um acordo com a Instituição Depositária e sem o consentimento dos titulares de BDRs.

A instituição depositária não será responsabilizada caso considere ilegal ou incompatível com a legislação brasileira vigente estender direitos ou quaisquer outras prerrogativas a qualquer detentor de BDR. A Companhia não tem nenhuma obrigação de registrar BDRs, ações, direitos ou outros valores mobiliários nos termos da legislação brasileira além dos registros de eventual oferta de BDRs, do Programa de BDRs e da Companhia perante a CVM e B3.

Acionistas e titulares de BDRs não têm direito a receber um dividendo mínimo obrigatório.

A volatilidade, eventuais restrições à negociação dos BDRs e falta de liquidez do mercado de valores mobiliários brasileiro podem limitar substancialmente a capacidade dos titulares de BDRs de vender seus BDRs no preço e prazo desejados.

O preço de mercado das ações e dos BDRs pode flutuar significativamente e os titulares de BDRs e ações poderão perder o seu investimento, no todo ou em parte.

A emissão, a venda ou a percepção de potencial emissão ou venda de quantidades significativas das ações da Companhia ou dos BD& , poderá afetar negativamente o preço de mercado de suas ações e/ou dos BD& no mercado secundário e/ou. a percepção dos investidores sobre a Companhia.