CEEE-D-Principais Riscos

Os riscos que a própria Companhia enxerga e assume, relacionados as suas atividades

A expansão, operação, manutenção e funcionamento de instalações e equipamentos de distribuição de energia da Companhia envolvem riscos significativos que poderão causar perda de receitas ou aumento de despesas.

Se a Companhia não conseguir controlar com sucesso as perdas de energia, os resultados de suas operações e sua condição financeira poderão ser adversamente afetados.

Fundo de Pensão: O compromisso da Companhia de atender às obrigações com o plano de pensão de seus funcionários, administrado pela Fundação CEEE, poderão ser superiores aos atualmente previstos e, consequentemente, a Companhia poderá ser obrigada a realizar aportes de recursos adicionais ao referido plano de pensão.

Ações Judiciais: A Companhia tem registrado em seu passivo, valor es significativos referentes a contingências trabalhistas e cíveis. As decisões adversas em um ou mais dos processos judiciais trabalhistas e cíveis poderão afetar negativamente os negócios e resultados operacionais.

Mudança no controle e descontinuidade da administração atual da Companhia

Os proprietários das ações da Companhia podem não receber dividendos ou juros sobre o capital próprio

Custos de contratação podem variar de acordo com a demanda de mercado devido à limitação do número de fornecedores.

Alguns problemas com subcontratadas podem afetar a Companhia de forma solidária.

A falta de manutenção e conservação das redes de distribuição

O impacto de uma potencial falta de energia elétrica e o consequente racionamento da energia elétrica, bem como um problema no sistema interligado de transmissão da energia gerada, poderá ter um efeito relevante e adverso sobre os negócios e resultados operacionais da Companhia.

Previsões equivocadas sobre a necessidade de energia elétrica na área de concessão poderão afetar adversamente a Companhia.

O governo pode alterar a legislação tributária vigente, o que poderá acarretar aumento da carga tributária para as empresas brasileiras.

As tarifas cobradas pela Companhia são determinadas pela ANEEL, conforme seu contrato de concessão

A Companhia poderá não conseguir repassar integralmente, por meio das tarifas, os custos das compras de energia aos consumidores.

A ANEEL pode punir a Companhia por descumprimento do contrato de concessão e da regulamentação aplicável, bem como a Companhia pode perder a concessão antes do término do contrato de concessão.

Parte  das  receitas  advém   de  clientes  qualificados   como  consumidores “potencialmente livres” que têm a liberdade de procurar fornecedores alternativos de energia.

A Companhia é legalmente responsável por quaisquer danos resultante s do fornecimento inadequado de serviços de distribuição de energia, não possuindo apólices de seguro para garantir o pagamento de tais dano s. Além disso a Empresa é responsabilizada pela violação dos padrões de continuidade no fornecimento de energia elétrica.

Eventuais alterações n a regulamentação do setor elétrico podem afetar de maneira adversa as empresas do setor de energia elétrica, inclusive os negócios e resultados da Companhia.

Os equipamentos, instalações e operações estão sujeito s a ampla regulamentação ambiental que podem se tornar mais rigoroso s no futuro e resultar em maiores responsabilidades e investimentos de capital.

Alterações nas leis e regulamentos ambientais podem afetar de maneira adversa os negócios das empresas do setor de energia elétrica, inclusive a Companhia.

A ocorrência de danos ambientais envolvendo as atividades da Companhia pode sujeitar-nos ao pagamento de substanciais custos de recuperação ambiental e indenizações, que podem afetar negativamente os negócios da Companhia   e o valor   de mercado dos valores mobiliários por ela emitidos.

Os  equipamentos,  instalações  e  operações estão  sujeitos  a  ampla  regulamentação ambiental que podem se tornar mais rigorosos no futuro e resulta r em maiores responsabilidades e investimentos de capital.

Alterações nas leis e regulamento s ambientais podem afetar de maneira adversa os negócios das empresas do setor de energia elétrica, inclusive a Companhia.

A ocorrência de danos ambientais envolvendo as atividades da Companhia pode sujeitar-nos ao pagamento de substanciais custos de recuperação ambiental e indenizações, que podem afetar negativamente os negócios da Companhia e o valor de mercado dos valores mobiliários por ela emitidos.